Quer emagrecer para sempre? Mude suas crenças limitantes.

Como já vimos, as crenças são pressuposições e podem funcionar como pontes ou como chancelas, no caminho em direção aos nossos objetivos. São, geralmente, formuladas em voz passiva e representam uma generalização que não é verdadeira.

Por exemplo, observe a seguinte crença negativa: “Fazer dieta é difícil.” Podemos perguntar: Você conhece todos os tipos de estilos alimentares? Que tipo de dieta é difícil? O que faz a dieta difícil?

As nossas crenças começam a se estruturar na primeira infância até cerca dos 7 anos. Experiências posteriores vão modificando-as ao longo de nossas vidas. As crenças podem ser resultado da experiência própria ou podem ser herdadas do nosso ambiente – família, amigos, sociedade – que permanentemente nos transmitem, direta ou indiretamente, mensagens nos dizendo o que devemos pensar sobre trabalho, dinheiro, amizade, amor, sucesso, e todo o demais.

Ao limitarem nossas ações, nossas crenças criam a nossa realidade. Isto faz com que, frequentemente, seja necessário mudar crenças limitantes para crenças fortalecedoras, com vistas a alcançar níveis mais elevados de desempenho.

Até o mais bem sucedido e autoconfiante dos homens tem crenças limitantes e você, como eu, com certeza tem algumas, mesmo que escondidas no mais profundo do seu ser.

Assim, faça uma rápida introspecção e escreva, a seguir, até cinco crenças que você saiba estão impedindo você de emagrecer. Podem ser coisas simples como por exemplo “não consigo ser disciplinado” ou “não consigo resistir a um bolo de aniversário”.

Caso tiver dificuldades para descobrir suas crenças limitantes, procure áreas do seu processo de emagrecimento em que você não está obtendo os resultados desejados e pergunte-se POR QUE? Você obterá uma estrutura do tipo:

POR QUE + PROBLEMA = CRENÇA LIMITANTE

Por exemplo: Por que não consigo emagrecer? Porque meu metabolismo é lento. Por que para mim tudo é mais difícil? Porque não tenho dinheiro. Por que não tenho disciplina na malhação? Porque a academia vive sempre cheia, etc.

Agora olhe cada uma delas e pense: elas são o reflexo da realidade? Se você, por exemplo, acredita que não consegue ser disciplinado, pense: você não consegue ser disciplinado ou o que acontece é que realmente nunca tentou? Ou tal vez você não queira ser disciplinado.

Com certeza, você verá que suas crenças não são uma verdade absoluta. Tal vez, algumas vezes, ela se manifeste na sua vida, mas certamente são só um ponto de vista.

Você pode e deve reformular suas crenças limitantes, de modo a evitar que continuem sendo um obstáculo a seu desenvolvimento pessoal. Por exemplo a crença limitante: “Fazer dieta é difícil.” pode ser reformulada e transformada em uma crença fortalecedora, como por exemplo: “Eu posso achar um estilo alimentar saudável e interessante para mim”

A seguir, pegue cada uma das crenças limitantes, que escreveu anteriormente, e transforme-as em frases motivadoras. Você pode fazer isso se baseando em experiências positivas que já teve anteriormente ou simplesmente eliminando as generalizações e as palavras limitantes dessas frases.

Por exemplo, você pode transformar a crença limitante “não consigo ser disciplinado” em “foram impressionantes os resultados que obtive quando comecei a dedicar uma hora por dia a malhar” ou “não estou sendo disciplinado com a academia, mas eu decidi mudar.”

Outra técnica, muito efetiva, para trabalhar essas crenças limitantes é a que mostra como as crenças mudam no tempo. A importância desta ferramenta está em que mostra que nossas crenças não são verdades absolutas, pois vão mudando segundo o ambiente, as necessidades e as novas experiências.

Por exemplo, você lembra quando tinha 5 anos, o que uma pessoa era velha para você? E quando você era adolescente? E hoje, para você, a partir de qual idade se começa a ficar velho? A faixa etária do que são os velhos mudou muito dependendo da sua idade, não é mesmo?

Então, o que para você hoje é uma certeza pode ser que não seja uma verdade absoluta, e sim uma pressuposição que você fez a respeito de alguma coisa. E geralmente é! Nada é verdade até que seja comprovado.

Por exemplo, você pode dizer que você não consegue correr a maratona de São Silvestre. Como você sabe que não consegue? Você já tentou? E se tentou e não conseguiu, você estava preparado física e psicologicamente? Tinha treinado duro como o resto dos participantes que concluíram a prova? Caso suas respostas a estas perguntas sejam negativas, o que você pode afirmar é que até agora nunca correu a maratona de São Silvestre, ou que até agora não está preparado para correr a maratona de São Silvestre.

Processando…
Sua inscrição foi realizada com sucesso!

Agora é só começar a agir como se sua nova crença fosse verdadeira. Se você evitar tomar medidas com base em sua nova crença, você apenas alimentará sua antiga crença limitante, mas se começar a agir, mesmo o menor passo, ajudará a solidificar sua nova decisão não limitante.

Seus primeiros passos não precisam ser perfeitos, basta que sejam na direção certa. E certifique-se de comemorar cada novo passo!

Um comentário sobre “Quer emagrecer para sempre? Mude suas crenças limitantes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s